A pandemia de covid-19 tem causado diversos impactos desde que foi declarada, em março de 2020. As mudanças são comportamentais, sanitárias, sociais, econômicas. É difícil identificar uma área da vida que não tenha mudado diante da pandemia do novo coronavírus. Não teria como ser diferente, diante de tantos números alarmantes. Em 30 de maio de 2021, eram 16,4 milhões de casos confirmados no Brasil e mais de 461 mil mortes, de acordo com o painel Our World in Data.

Na economia, o jornal Valor Econômico informa que a estimativa mais recente de analistas consultados pelo Banco Central é de queda de 4,3% no Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2020. Esse número é proporcional ao impacto estimado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) na economia global, cuja projeção é de que tenha encolhido 4,4% no ano passado. O FMI também aponta que a taxa de desemprego no Brasil cresceu de 11,9% em 2019 para 13,4% em 2020.

Por outro lado, o impacto causado pela pandemia de covid-19 não se resume aos números da pandemia ou da economia. O estilo de vida mudou. O home office foi adotado em várias organizações, o ensino online tornou-se uma realidade, viagens diminuíram, redobraram-se os cuidados com a saúde. Tudo isso pode levar a outro tipo de impacto, na saúde mental. Um estudo da Universidade de Ottawa (Canadá) concluiu que “(…) a prevalência da insônia chegou a 24%, a do transtorno por estresse pós-traumático alcançou 22%, a incidência da depressão se situou em 16%, e a da ansiedade chegou a 15%”, conforme reportagem do jornal El País.

Impacto

Os números causam preocupação mas também favorecem o surgimento de diversas iniciativas solidárias que visam causar um impacto positivo. Desde o início da pandemia, grupos, instituições e empresas têm se unido para arrecadar doações. Elas são direcionadas aos mais atingidos pela emergência de saúde e promover ações que ajudem a superar esse momento. Segundo reportagem do Estadão, pesquisas com termos sobre “como doar” cresceram 54% entre fevereiro e março de 2021, de acordo com dados do Google Trends.

A ONG Ação da Cidadania arrecadou, entre março de 2020 e maio de 2021, R$ 83 milhões, 16,6 mil toneladas de alimentos, distribuídos para mais de 6 milhões de pessoas. O site de financiamento coletivo benfeitoria.com reúne diversas iniciativas e realiza campanhas para a destinação de recursos para essas ações. Até o momento, mais de R$ 41 milhões já foram mobilizados por cerca de 30 mil colaboradores. E nem só de doações em dinheiro e alimentos vivem os projetos solidários durante a pandemia de covid-19. É possível doar tempo, energia, trabalho, apoio. Confira aqui lista preparada pelo site Ecoa/UOL e atualizada diariamente com informações sobre como e para quem doar.

Radiolife

No caso da Radiolife, causar um impacto positivo já estava entre seus principais valores, mesmo antes da pandemia de covid-19. No dicionário, impacto quer dizer “Efeito que, por sua força, impede ou acarreta mudanças”, entre outros significados. Esse é um dos objetivos da Radiolife: causar mudanças.

Uma mudança urgente é a realização de testes diagnósticos de covid-19 como uma estratégia para frear a disseminação do vírus. Reportagem do Jornal Nacional do dia 26 de maio alerta que o Brasil não faz quantidade suficiente de testes para covid: “Enquanto Chile e Austrália fazem mais de 700 testes por mil habitantes, Brasil faz apenas 149 testes em cada grupo de mil pessoas”, diz a reportagem, baseada em números da plataforma Our World in Data. Segundo a matéria, nos Estados Unidos, “a relação é de mais de 1,3 mil testes por mil pessoas, ou seja, tem gente testada mais de uma vez”.

“Esse é um dos objetivos da Radiolife por meio do Cube Scan. O equipamento para diagnóstico de covid-19 está em desenvolvimento na empresa. Queremos contribuir para a criação de um hábito de testagem em massa. Isso incluiria até mesmo as pessoas assintomáticas”, explica um dos fundadores da empresa, Sergio Schirmer.

O Cube Scan está em desenvolvimento na Radiolife e, assim que receber as autorizações das agências reguladoras, será iniciada sua comercialização. Saiba mais aqui.

Fontes:

https://brasil.elpais.com/internacional/2020-12-24/estudo-confirma-impacto-da-pandemia-de-covid-19-sobre-a-saude-mental.html

https://valor.globo.com/coronavirus/a-economia-na-pandemia/

https://brasil.estadao.com.br/noticias/geral,com-agravo-da-pandemia-saiba-como-fazer-doacao-para-ajudar-no-combate-a-fome,70003664435

https://saude.abril.com.br/bem-estar/16-iniciativas-inspiradoras-contra-o-coronavirus-que-dependem-de-doacoes/

https://benfeitoria.com/canal/rededeapoio

https://www.uol.com.br/ecoa/ultimas-noticias/2020/03/23/coronavirus-doacoes.htm

https://ourworldindata.org/

https://www.acaodacidadania.org.br/

https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2021/05/26/brasil-nao-faz-quantidade-s[…]nte-de-testes-para-covid-e-fica-atras-no-ranking-mundial.ghtml

Foto: Pixabay

pt_BRPortuguese